TUDO O QUE VOCÊ GOSTA NUM ÚNICO LUGAR - CURTAM NOSSA FAN-PAGE!

Olimpíadas 2012 – Brasil x Estados Unidos – Final Vôlei Feminino 11/08/2012

Brasileiras tiveram paciência para reverter o placar, virar o jogo e conquistar o bicampeonato. É OUROOOOOOOOOOOOOOOOOOO! Olimpíadas 2012 – Brasil x Estados Unidos – Final Vôlei Feminino 11/08/2012

Na reedição da final dos últimos Jogos Olímpicos, a Seleção Brasileira feminina de vôlei venceu, neste sábado, os Estados Unidos por 3 sets a 1, parciais de 11/25, 25/17, 25/20 e 25/17, e conquistou o bicampeonato olímpico.

Após um primeiro set apático, perdido por 25/11, as comandadas de José Roberto Guimarães tiveram calma para reverter o placar e conquistar o segundo título olímpico da história. A maior pontuadora da partida foi a ponteira Jaqueline, com 18 pontos.

No primeiro set, os Estados Unidos começaram melhor, abriram 5 a 1 e obrigaram o técnico José Roberto Guimarães a pedir o primeiro tempo. O Brasil voltou desconcentrado e, com erros dois erros de ataque, de Sheilla e Thaísa, estava com oito pontos de desvantagem (13/5). Administrando o placar, as americanas atropelaram no primeiro set e fecharam em 25/11.

A segunda parcial começou melhor para as atuais campeãs olímpicas que, com um contra ataque de Fê Garay, abriu 3/0. Logo os Estados Unidos empataram, mas com bons saques de Thaísa, a vantagem aumentou para quatro pontos, 7/3. O Brasil abria, mas as americanas encostavam no placar. E foi assim durante toda a parcial, até que o Brasil cresceu no set e fechou em 25/17 para empatar a partida.

No terceiro set, melhor para as vice-campeãs do Grand Prix, que abriram 6/2 e obrigaram o técnico americano a pedir tempo. Rapidamente as americanas encostaram no placar, fazendo 6/5. Mas a força das atuais campeãs pan-americanas pesou e o Brasil fechou o set em 25/20, para virar a partida.

O quarto e decisivo set começou disputado, com as equipes se revezando na liderança do placar. Mas logo o Brasil encontrou seu melhor jogo, abrindo 19/12. Com folga no placar, as brasileiras liquidaram a partida por 25/17 e conquistaram o bicampeonato.

Na primeira fase, a Seleção Brasileira foi irregular e não conseguiu deslanchar na competição. Após vencer a Turquia por 3 sets a 2, perdeu para os Estados Unidos, por 3 ets a 1, e Coreia do Sul, por 3 sets a 0. Foi então que as atuais voce-campeãs olímpicas começaram a reagir na competição, com as vitórias sobre a China, por 3 sets a 2, e Servia, por 3 sets a 0.

Com a classificação ameaçada às quartas de final, o Brasil ainda teve que torcer para os Estados Unidos vencerem a Turquia para, desta forma, confirmar sua classificação. E foi o que aconteceu. Técnico da seleção americana, McCutcheon colocou o time titular em quadra, que não deu qualquer chance a equipe turca. Vitória por 3 sets a 0 e Brasil na próxima fase da competição.

Nas quartas de final, era tudo ou nada para as comandada de José Roberto Guimarães, que cruzaram com uma velha conhecida: a Rússia. Em uma disputa eletrizante de cinco sets, o Brasil, diferente da semifinal dos Jogos de Atenas, em 2004, e das finais dos Campeonatos Mundiais de 2006 e 2010, soube manter a cabeça no lugar nos momentos decisivos e gfechou o jogo em 3 sets a 2, carimbando seu passaporte às semifinais.

Contra as japonesas, que haviam vencido as brasileira por 3 a 0 na última Copa do Mundo, em 2011, vitória fácil pelo mesmo placar, com parciais de 25/18, 25/15 e 25/18.

Comentários