Asus amplia linha de PCs portáteis e se alia à Google TV

Asus amplia linha de PCs portáteis e se alia à Google TV
janeiro 14 08:27 2013

Asus amplia linha de PCs portáteis e se alia à Google TV

Asus amplia linha de PCs portáteis e se alia à Google TV
Ultrabook com duas telas que vira tablet chega em fevereiro ao Brasil.
Empresa também lança PC para a sala e controle para sistema do Google.

Ultrabook com duas telas que vira tablet chega em fevereiro ao Brasil. Empresa também lança PC para a sala e controle para sistema do Google.

Ultrabook com duas telas que vira tablet chega em fevereiro ao Brasil.
Empresa também lança PC para a sala e controle para sistema do Google.

Ultrabooks que se transformam em tablets, notebooks mais leves, tablets com teclado, PCs para a sala de estar e um conversor para a Google TV fazem parte do novo portfólio de produtos que a taiwanesa Asus traz ao Brasil em 2013. A linha de 12 novos equipamentos, entre notebooks e tablets, foi apresentada pela empresa em um showroom na cidade de Las Vegas (EUA), durante a CES 2013.

Entre os ultrabooks com tela sensível ao toque e Windows 8, a empresa foi mais ousada com o modelo Taichi, que chama a atenção por ter dois displays, na parte traseira e frontal da área da tela, que podem exibir conteúdos independentes. Quando fechado, o ultrabook também se transforma em tablet.  “É interessante colocar duas telas e manter o equipamento fino”, comentou Marcel Campos, gerente de produtos da Asus no Brasil.

Para garantir a espessura de um ultrabook, a empresa desenvolveu uma moldura única, que acomoda os dois displays, além de inserir uma folha de cobre para que a iluminação de uma tela não vaze para a outra. A inovação tem seu preço. O Taichi chega ao Brasil no final de fevereiro por R$ 10 mil para o modelo com tela de 13 polegadas, processador Intel Core i7 e armazenamento de 216 Gigabytes (GB), enquanto a versão de 11 polegadas, Core i5 e 128GB será vendida na faixa de R$ 6 a R$ 7 mil.

Outra opção na linha dos computadores híbridos é o Zenbook Touch, com dela destacável que se transforma em tablet. O estilo é similar ao ThinkPad Helix apresentado pela Lenovo durante a feira e também dublica a capacidade da bateria quando acoplado à base com teclado. O equipamento ainda sem preço sugerido chega no segundo trimestre deste ano ao mercado brasileiro. Para quem sente falta de conexões no ultrabook, a empresa também venderá um acessório portátil com três portas USB 3.0 (sendo uma lateral para uso de pen drive), HDMI e  VGA.

Entre os notebooks tradicionais, a fabricante busca preços atrativos, abaixo de R$ 1,500 para máquinas com telas de 13 polegadas e também aposta em um modelo mais robusto para gamers.

O volume de novos modelos de ultra e notebooks, segundo Campos, é uma forma de dar opções de escolha. “Diferente da Apple, que tem um design para todo mundo, nós tentamos adaptar os produtos em diferentes formatos para o consumidor.”

Na área de tablets, a Asus traz novos modelos da linha VivoTab – que deve ter outro nome do Brasil por conta da venda em operadoras – e uma evolução do Asus Transformer. Todos os modelos rodam Windows (RT ou 8 completo) e contam com teclados. No VivoTab ME 400, a capa com ima tem dobraduras diferentes para apoiar o portátil. Batizada de Origami, a capinha da Asus, no estilo Smart Cover do iPad, também se prende ao teclado leve e metálico que acompanha o produto.

Sem alarde, a Asus também iniciou a venda do tablet Nexus 7, do Google. Segundo Campos, a versão mais com Wi-Fi e 16 GB de armazenamento começou a ser vendida pela empresa no fim de dezembro – o primeiro comprador foi o Google Brasil para presentear funcionários – e chega as lojas ainda em janeiro por R$ 1.300.

Asus mostra o 'tablet do Google', como ficou conhecido o Nexus 7 (Foto: Daniela Braun/G1)Asus mostra o ‘tablet do Google’, como ficou conhecido o Nexus 7 (Foto: Daniela Braun/G1)

PC para sala e Google TV
Embora seu grande filão de mercado esteja nos portáteis, a Asus não quer perder espaço para a concorrência na sala de estar. Em outra sala de seu showroom, a empresa apresentou dois modelos de desktops “tudo em um” com telas grandes, sendo que um deles roda tanto Windows 8 como Android. “As pessoas têm um legado de aplicativos e conteúdos em Android nos smartphones e tablets para integrar ao desktop”, explicou Campos.

A empresa também faz sua aposta na área de TVs conectadas com uma caixa conversora para TV que integra conteúdos da Google TV, com controle remoto do Google, mas não tem HD interno, o que não permite gravar programas. O Cube também possui saídas para conectar o conversor de TV a cabo, portas USB e HDMI. Segundo Campos, a empresa ainda estuda a entrada do Cube ao Brasil. Nos Estados Unidos, o produto tem preço sugerido de US$ 130.

 

view more articles

About Article Author

4dm1n-MuNd0
4dm1n-MuNd0

View More Articles
write a comment

0 Comments

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Add a Comment

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.